Mais do que um parto definido por alguns detalhes como uso da água, posição, intensidade da luz, o parto humanizado tem a ver com deixar a natureza fazer seu trabalho e deixar que a mulher assuma o seu protagonismo. É assumir uma postura respeitosa quanto aos desejos e necessidades da mãe e do bebê, levando em conta sempre sua saúde e bem-estar.

Parir em casa, na água e sem intervenções médicas viraram sinônimos de humanização, embora a analgesia e o hospital também façam parte disso, mesmo em casos de uma cesariana é possível adotar procedimentos que a qualifiquem como humanizada, tal qual medidas para manter o calor e o amor que a mãe e o bebê precisam trocar nos primeiros instantes dessa relação.